Foto: La Cabrera
Na minhaAmérica
16/08/2017 | Nenhum comentário

Carne boa na capital argentina

Na hora das refeições, a carne é mesmo a estrela em Buenos Aires. As parrilas são as churrascarias dos hermanos, mas, por lá, não há rodízios, o comum é pedir um corte com um acompanhamento que, quase sempre, é batata.

Da última vez em que estive na  capital portenha, almocei em duas casas de Palermo, Miranda e La Cabrera. Na primeira visita, provei o Cabaña Las Lilas, em Puerto Madeiro, que também é considerado um dos melhores restaurantes parrileiros da cidade. Pois o La Cabrera ganha disparado dos outros.

Área interna do La Cabrera decorado com caixote de bebidas, lamparinas antigas e mesas com cadeira de couro vinho e luminárias baixas de cúpulas redondas pretas Blog Vem Por Aqui

Segundo uma amiga argentina, o atendimento piorou muito no Cabaña, com garçons antipáticos e com a prática duvidosa de colocar itens na conta que não foram pedidos.

Mesas do Cabaña do lado de fora, no deck que dá vista para o rio Blog Vem Por Aqui

Ainda que essa não fosse a questão, achei a carne gostosa, os acompanhamentos corretos (tem até uma espécie de pão de queijo que os portenhos chamam de chipá), e não passou disso.

Mesa com travessa branca com chipá, potinho branco com manteiga e prato com frios Blog Vem Por Aqui

Na Miranda optei por um menu executivo que estava bom, só que não impressionou.

Fachada do restaurante com letreiro escrito Miranda e grande porta de madeira com pessoas de costas entrando Blog Vem Por Aqui

O diferencial do La Cabrera são os detalhes (e quantos detalhes!!!). Pra começar, na espera, há bebidas grátis para os clientes (geralmente cerveja e água). A cesta de pães do couvert é uma delícia. As entradas além de gostosas são fartas, pedimos uma provoleta que foi o suficiente para quatro pessoas.

Panelinha de ferro pequena com provoleta Blog Vem Por Aqui

O bife de chorizo com queijo roquefort serve um casal com tranquilidade e, ainda que a gente queira apenas um acompanhamento, a mesa fica cheia de potinhos pequenos com surpresinhas ótimas como purê de abóbora, creme de milho, cebola confitada…Uma infinidade de miniopções que varia de prato para prato.

Carne em tábua de madeira com portinhos com acompanhamentos, batata ao fundo e tulipa com chop Blog Vem Por Aqui

No encerramento, eles ainda trazem uma torre de pirulitos para a mesa que faz os adultos abrirem um sorriso de criança.

Também fui a um bar muito legal no mesmo bairro do La Cabrera. O Sheldon tem vários ambientes, comida gostosa (o nhoque estava divino – e olha que eu só biquei dos amigos) e um DJ renomado.

Parte interna do bar com mesas e luzinhas tipo de natal subindo em arranjos de árvores secas Blog Vem Por Aqui

Outro bar bacana que conheci, com o jeitinho de lugar secreto que é típico na cidade, foi o Floreria Atlantico, que fica na Recoleta, embaixo de um misto de loja de vinhos e floricultura.

Montagem com duas fotos do Floreria, uma com a estante de vinhos e flores na frente, outra do bar, com balcão cheio de cadeiras, mesas nas laterais e vigas baixas Blog Vem Por Aqui

A feirinha da Plaza Serrano é mais um encanto de Palermo e acontece no mesmo ponto do Sheldon e de vários outros bares.

As barraquinhas aparecem por lá aos sábados e domingos e o mais interessante é que os bares abrem espaço para os expositores e ficam cheios de bancas com roupas e acessórios lindos. Algumas marcas aceitam cartão e os preços costumam ser muito atrativos.

Barraquinhas da feira com bolsas e bijuterias Blog Vem Por Aqui

Há outras feiras famosas na cidade, a da Plaza Francia, na Recoleta, também acontece aos sábados e domingos e tem produtos mais artesanais.

Barracas da feira com expositores do lado de dentro de bijuterias nas bancas Blog Vem Por Aqui

A de San Telmo é só aos domingos e tem antiguidades e souvenires. Se eu tivesse que escolher uma, ficava mesmo com a de Palermo.

Nesta quarta você vai ver produtos portenhos que são ótimas sugestões de lembrancinhas. E aproveita para ler mais sobre o país e sobre Buenos Aires nos posts abaixo.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *