Balaio
23/12/2016 | 2 comentários

Como é o Natal pelo mundo

Eu sempre adorei o Natal!

Eu, vestida de anjo, e meu irmão mais novo, vestido de Papai Noel, em cima de um banco, fazendo um teatrinho no Natal Blog Vem Por Aqui

Eu e meu irmão mais novo, fazendo um teatrinho no Natal

Quando era pequena minha família se reunia na casa da minha avó paterna. Uma casinha simples, numa cidade do interior, que virou a Belém perdida nas memórias da minha infância.

Esperava ansiosa pela data. Era a chance de rever primos que adorava, mas moravam longe e eu encontrava pouco.

Havia enfeites espalhados. Árvore lotada de presentes. Ruas iluminadas. Badaladas no sino da igreja. Mesa cheia. O suficiente pra seduzir qualquer criança.

As fotos do meu presépio particular ficaram perdidas por aí…mas eu guardei imagens vivas do renascimento da nossa família na lembrança. Renovávamos o amor, reacendíamos o sentimento de grupo e eu me sentia parte de algo muiiiiiito grande.

Érika no meio da mãe e do pai, ao lado de uma árvore de Natal com presentes

Com meus pais nos nosso pré-Natal deste ano

Minha adoração pelo Natal me levou a essa pesquisa. Em 2011, quando morava na Espanha, fui atrás dos colegas do Máster pra saber como são as tradições nos seus países.

Mesa com vários colegas de Érika no amigo oculto da turma do Máster em 2011 Blog Vem Por Aqui

Colegas do Máster, no nosso Amigo Oculto, em 2011

Na maior parte dos lares brasileiros tem árvore, presépio, Papai Noel e o peru ganha destaque na mesa. Também tem espaço pra tender, rabanada, nozes, castanhas, frutas secas…. um repertório diferente do que comemos no dia a dia e que volta a dar as caras no dia 31, véspera do Ano Novo.

Pratos da ceia natalina do Brasil com peru no meio Blog Vem Por Aqui

Na Espanha as coisas são mais elaboradas. Na Catalunha, principalmente, as tradições se multiplicam.

As celebrações começam em 01 de dezembro, quando muitas crianças ganham calendários que podem ser preenchidos com um chocolate por dia até 24. Um hábito que também é bem comum na Irlanda, como contou a Karina, no Ká Entre Nós.

Chocolate em formato de Papai Noel, escondido num calendário do advento Blog Vem Por Aqui

No 08, dia da Imaculada Conceição, os niños começam a dar ‘comida’ para um pedaço de tronco, o Tió, que depois que está de barriga cheia leva umas pauladas para cagar presentes como torrones e outros doces.

Duas fileiras de caga tiós, troncos de árvore decorados com olhos, boca, nariz e gorro vermelho Blog Vem Por Aqui

Tem até musiquinha pra fazer o Tió cagar:

Caga tió almendras i turrones. No cagues arengues que son salados, caga turrones que son más buenos!"

Se você achou estranho misturar um post que começou tão singelo com um tronco que caga, já aviso que a culpa não é minha, são as tradições… A dos caganers é ainda pior. No meio do presépio das casas catalãs há um bonequinho escondido numa moita. O bonequinho (que pode estar vestido com roupas típicas ou ser uma figura conhecida como Messi ou Kate Midleton) vai estar abaixado, com as calças na mão fazendo…adivinha o quê? Isso mesmo que você já sabe.

Vários caganers de personalidades famosas (como Michael Jackson, Rainha Elizabeth e Eistein) de frente e de lado, com as calças na mão e bumbuns de fora Blog Vem Por Aqui

Há séculos os caganers representam fertilidade para a terra e boa sorte na cena do nascimento de Jesus, a Igreja Católica até parou de implicar.

Nas mesas natalinas há frutos do mar, escudela (sopa feita com um macarrão em forma de concha e carne), jamón (ibérico, serrano, ou o que o bolso de cada um puder pagar), canelones com molho bechamel, neulas (canudinho de wafer que pode ser coberto com chocolate) e mais…

Mesa com caçarola e prato com escudela Blog Vem Por Aqui

O ‘Papá’ Noel traz os presentes do dia 24, só que as crianças espanholas têm mais sorte que as brasileiras. Ganham os docinhos do cagatió, os regalos do bom velhinho e ainda esperam ansiosas pelo dia 06 de janeiro para ver se os Reis Magos atenderam seus pedidos.

Elas também têm mais trabalho. Alimentam o tronco e depois batem na sua barriga, escrevem duas cartinhas (para o Papá e para os Reis) e também têm que dar comida (biscoitos, ervilhas e até um traguinho) para os próprios reis e seus camelos.

Saco escrito 'Carbon dulce de Reyes' e três carvõezinhos na frente Blog Vem Por Aqui

Nada disso é garantia de sucesso para os espanhoizinhos. Quem não se comportou bem durante o ano ganha um carvão pra aprender. Tudo bem que o carvão é de açúcar (e sempre acaba acompanhado de um presente), mas tem muito pai que bota o moleque pra pensar quando mantém o suspense e dá o carvão primeiro.

Quem vai passar o Natal em Barcelona tem que ficar atento. Dia 26 é dia de São Estevão, nem lojas que estão sempre abertas, como o El Corte Inglés, levantam as portas.

Já quem passar por Madrid no dia 05 de janeiro pode assistir ao desfile que celebra a véspera do dia de Reis.

Carro alegórico com os reis magos na procissão de Dia de Reis em Madri Blog Vem Por Aqui

Agora, veja as tradições em outros países, segundo meus colegas de curso que nasceram nesses lugares:

–   Na Argentina todos se reúnem em volta de uma mesa cheia de presunto cru com melão, salada russa, tomates recheados com atúm e vitel toné (fatias de lagarto mergulhadas num creme que leva anchovas, atum, alcaparras e maionese). Fogos de artifícios também fazem parte da comemoração.

Prato com vitel toné Blog Vem Por Aqui

–  No México acontecem as posadas. Do dia 16 a 24 famílias de um mesmo bairro se revezam abrindo suas casas para receber os integrantes de uma procissão. Os participantes relembram a peregrinação de José e Maria.

Pessoas com velas na porta de uma casa Blog Vem Por Aqui

Eles seguem com velas, cantando e parando em três casas, pedindo abrigo. Só na última é que conseguem entrar. As crianças recebem os bolos (pacotes com chocolates e frutas) e rompem uma piñata (figura de papel machê recheado com balas). Já os adultos tomam ponche. Na noite de Natal todos comem nozes, salada de maçã, perna de porco, peru, bacalhau e tomam uma espécie de caldo de camarão.

Mesa com ceia de natal mexicana Blog Vem Por Aqui

–   Na Venezuela quem traz os presentes não é o Papai Noel, mas o próprio menino Jesus. Na ceia eles comem hallaca (uma espécie de pamonha com carnes e temperos, que vem embrulhada numa folha de bananeira), pan de jamón (pão feito com presunto), salada de galinha e pernil. A trilha sonora é a base de gaitas, música típica do estado de Zulia.

Mosaico com fotos de Nath, amiga de Érika, e da família dela, em Caracas, numa das fotos do mosaico há uma hallaca Blog Vem Por Aqui

Minha querida, Nath, e a família, em Caracas

– No Chile o Papai Noel é chamado de Viejito Pascuero

 Na Bulgária o Natal é chamado de koléda. Tradicionalmente homens e meninos vão de casa em casa anunciando o nascimento de Jesus. Na mesa deve haver um número ímpar de pratos, todos sem carne. O lugar de destaque é do pão e sempre há uma moeda como símbolo de riqueza. Também há bolinhos, como os charutos árabes, que são feitos de folha de uva e recheados com arroz. Outros pratos típicos são a sopa de feijão e as compotas de frutas.

Sopa de feijão Blog Vem Por Aqui

  – Os judeus não comemoram o Natal, mas, nessa mesma época do ano, têm o hanukkah, festa das luzes que dura oito dias. Eles celebram a libertação do domínio grego. A cada dia uma vela é acesa num candelabro especial de nove braços. Durante esse período os judeus comem pratos típicos como o latke (uma espécie de bolinho de batata).

Latkes sendo feitos numa chapa Blog Vem Por Aqui

A revista Exame já fez matéria sobre pratos natalinos em 20 países. Já o Momondo destacou as tradições em 11 lugares diferentes e a Superinteressante conta seis hábitos bizarros de algumas partes do mundo.

Compartilhe

Comentários

  1. Juliana Alvarenga Diogo disse:

    Amei o post Érica! Muito sucesso pra você, querida. bjos

    1. Érika Gimenes disse:

      Obrigada, querida! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *