Foto: CalistaZ/WIkipedia
Pra lá, por quê?Europa
22/02/2017 | 4 comentários

Cully e a região de Lavaux

Os enófilos que me perdoem, mas nunca tinha ouvido falar dos vinhos suíços. Claro que, se tratando de Europa, sempre espero alguma produção local, mas não sabia que o país dos relógios e do chocolate também faz vinhos de alta qualidade.

Barris de madeira de uma vinícola com figuras pintadas neles Blog Vem Por Aqui

Verdade que o fato deles exportarem apenas 1% do que é produzido restringe bastante o universo de conhecedores. Ainda que a ignorância seja uma benção, o Vem Por Aqui é o meu passaporte para o conhecimento e ouvi falar de Lavaux na minha conversa com a arquiteta e urbanista Maria Teresa Diniz, personagem da semana aqui no blog.

Povoado rodeado de parreiras verdes por todos os lados Blog Vem Por Aqui

Pois bem, Maria Teresa estava em Lausanne, com o marido e o filho de sete meses, quando resolveu conhecer essa região vinícola. Pegou um trem e em 10 minutos estava numa das 14 vilas que compõe a área.

Pequeno sítio com parreiras e lago ao fundo Blog Vem Por Aqui

Descobriu em Cully porque Lavaux foi considerada Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco na categoria Paisagens Naturais.

Pessoas sentadas nas pedras à beira do lago Blog Vem Por Aqui

Esse lugar é uma lindeza! Tem todo esse waterfront maravilhoso, além das vinícolas. Você pode subir para a pequena vila, onde há restaurantes. A topografia é bem acidentada para empurrar o carrinho, mas tem rampas pelo caminho e a vista vale a pena!”

Ruela com casas dos dois lados com lago e vista da montanha ao fundo Blog Vem Por Aqui

Os terraços murados, onde são cultivadas as uvas, facilitam a vida de quem quer caminhar.

Estradinha no meio das parreiras cercadas por muros Blog Vem Por Aqui

Há trilhas bem marcadas em volta e no meio deles.

Trilha no meio das parreiras e casal logo no comecinho do trajeto Blog Vem Por Aqui

O Meus Roteiros percorreu os 10 quilômetros que separam Cully de Vevey num caminho que fica cheio de gente em dias ensolarados. Para saber mais sobre Vevey, sede da Nestlè, recomendo o post do Viaje na Viagem que passou rapidamente por lá, indo de trem, direto de Montreux.

Pôr do sol no lago e trem passado na estrada de ferro ao lado das parreiras Blog Vem Por Aqui

Aliás, além de chegar de trem às principais vilas, dá para percorrer toda a região em pequenas composições que funcionam de abril a novembro. O Lavaux Express sai de Cully ou Lutry, com três opções de percurso.  Já o Lavaux Panorâmico sai de Chexbrex e tem dois roteiros.

Mosaico de fotos com os dois trenzinhos locais que passam pela região lado a lado, um ao ar livre e o outro no meio de uma cidade Blog Vem Por Aqui

Outra alternativa para chegar a Lavaux é ir de barco.

Veleiro no meio do lago e campo de parreiras na montanha ao fundo Blog Vem Por Aqui

A Folha de São Paulo fez uma matéria breve, mas instrutiva, para quem quer passear pelas águas do lago Léman enquanto admira a paisagem.

Fachada da loja Vinorama Blog Vem Por Aqui

Mesmo que você consiga fazer degustações nas vinícolas locais, vale a pena visitar a Vinorama, em Rivaz. Na loja, há vários pacotes de degustação, além de profissionais interessados em contar a história da produção de vinho na região e até a exibição de um filme em oito idiomas sobre o tema.

Sala de degustação da Vinorama Blog Vem Por Aqui

Quem quiser uma atração extra em Cully pode programar a visita para a época do Festival de Jazz, que este ano acontece de 31/03 a 08/04.

Pessoas a beira do lago e duas bandeiras hasteadas do Cully Jazz Festival Blog Vem Por Aqui

O Me Joguei No Mundo tem outras dicas interessantes sobre Lavaux.

Compartilhe

Comentários

  1. Marlise Vidal disse:

    Olá Pessoal,
    Obrigada por citar nosso artigo, a região de Lavaux é realmente muito linda e vale a visita.
    Uma época bem bacana p/ conhecer a região, embora mais difícil para fazer trilhas é em Dezembro, quando acontece o famoso Mercado de Natal de Montreux.
    http://meusroteiros.com/mercado-de-natal-de-montreux-e-um-dos-mais-famosos-da-europa/
    Abs,
    Marlise V. Montello

    1. Érika Gimenes disse:

      Que legal! Obrigada pela dica extra. Os posts do Meus Roteiros sobre a região estão muito completos. Valem a indicação e a leitura, sem dúvida 🙂

  2. Helenice da Silva Pereira M. disse:

    Linda reportagem, adorei. Deu vontade de ir lá. Érika, grande abraço para vc.

    1. Érika Gimenes disse:

      Que bom que gostou, Helenice! Obrigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *