BalaioEuropa
26/10/2017 | Nenhum comentário

Dicas gastronômicas de Barcelona

Mesmo sendo de uma família de classe média de São Paulo, a jornalista e autora do Achados, Adriana Setti, demorou a entrar no universo gourmet. Ela cresceu em outros tempos, onde a gastronomia ainda não havia se tornado uma paixão popular, e confessa que só quando arrumou um emprego inusitado na capital catalã é que começou a entender melhor esse mundo.

Se você me desse uma pilha, eu comia. Eu era zero gourmet. Trabalhar num restaurante foi muito bom para eu aprender o que é comer bem, aprender um pouco sobre vinho. Me deu uma bela
de uma base.”

De lá pra cá, Adriana frequentou várias casas estreladas pelo Guia Michelin e entrevistou muitos chefs que são mitos, como Ferrán Adrià.

Adriana sorrindo ao lado de Ferran Blog Vem Por Aqui

Apesar das experiências acumuladas em mais de 50 países, é na cozinha mediterrânea que a jornalista se encontra.

Eu gosto muito da comida daqui [Espanha] e gosto muito da comida italiana. Eu fiz uma viagem de sonho para o Piemonte, que foi uma viagem basicamente pra comer.”

Ainda que esteja do lado do terceiro da lista mais importante da gastronomia, El Celler de Can Roca, foi numa parte mais distante da Espanha, o País Basco, que ela encontrou o inesquecível.

A ida ao Mugaritz, em 2007, foi especial para Adriana.

Entrada do restaurante com nome escrito na parede de madeira e parede de vidro onde é possível ver as mesas do salão Blog Vem Por Aqui

Talvez porque na época em que fui ao Mugaritz eu ainda não tinha ido a muitos restaurantes estrelados. Então eu fiquei muiiito impressionada. Quando eu fui ao Celler de Can Roca, já era mais ‘calejada’ na alta-gastronomia.”

Os posts sobre comida do Achados sempre foram meu termômetro para escolher boas opções pela Europa. Pela Adriana, eu descobri o Envalira, o Jai-Ca e algumas outras pérolas da minha vida em Barcelona.

Mesas embaixo de toldo vermelho em frente ao bar Blog Vem Por Aqui

Uma das dicas que ela deu na nossa última conversa foi o Disfrutar, de egressos do El Bulli. A descrição que está no Achados deixa qualquer um com água na boca.

Prato branco com pequeno bowl de cerâmica em cima com creme amarelo com pó de café salpicado Blog Vem Por Aqui

Frapê de maracujá com rum e pó de café do Disfrutar

Enquanto os turistas perdem tempo se engalfinhando no Mercado da Boqueria, sempre sugeri o Santa Caterina para quem quer ver o mesmo, com mais qualidade e sem muvuca. Minha blogueira-guru tem outra alternativa.

Eu tô super in love com o Mercado de Ninot.”

O Disfrutar fica logo em frente a ele. Depois de uma reforma de € 20 milhões, o antigo mercado, jogado às traças entre Eixample e Hospital Clinic, ganhou vida nova. Adriana mostrou os detalhes aqui.

Corredor do mercado com barraquinhas do lado e, ao longe, casal caminhando Blog Vem Por Aqui

Ela também recomenda um passeio pela Carrer del Parlament, em Sant Antoni. A rua é meio hispter, mas os lugares que a jornalista frequenta passam longe do público afetado. Como o El Dinàmic.

Pátio do Dinamic com parede de plantas, mesas no centro e pessoas trabalhando atrás do balcão no fundo. No alto, varais de luzes Blog Vem Por Aqui

Tem um jardim vertical, é super relax, você vai lá de chinelão e a comida é ótima!”

Para quem é apaixonado por frutos do mar, o lugar é O´Retorniño.

Fachada do restaurante vista de uma mesa alta de madeira, que está diante dele na rua, sob um toldo. A fachada tem uma placa vermelha acima com o nome e há uma mulher desfocada passando em frente Blog Vem Por Aqui

É incrível o preço! Você come almeja, camarão, navaja, polvo, até não aguentar mais, toma vinho galego e a conta dá 20 e poucos euros.”

Recentemente ela andou desiludindo quem se encantou com a proposta multissensorial do Ópera Samfaina, empreitada ousada dos irmãos Roca; deu dicas sobre bares de cerveja artesanal na capital catalã e ainda esteve no Enigma de Albert Adrià.

Cozinha aberta do Enigma com chefs vestidos de preto trabalhando no meio dela e no final Blog Vem Por Aqui

Um salto olímpico, para quem comia até pilha, bem de acordo com a cidade que ela conhece como a palma da mão…

Saiba um pouco mais sobre a Adriana nos links abaixo.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *