Foto: Acervo pessoal Érika Gimenes
Na minhaEuropa
28/06/2016 | Nenhum comentário

A melhor paella de Barcelona

Quando fomos morar em Barcelona, retomamos a vida de estudante depois dos 30 e sair para comer fora voltou a ser luxo. Trocamos os salários estáveis e os confortos que eles proporcionavam por uma vontade de conhecer o mundo, aprender mais e abrir novos caminhos e ficamos, outra vez, com um orçamento beeem restrito.

Apesar das restrições, a gente não podia deixar de provar uma boa paella. O prato mais famoso da Espanha é vendido em qualquer portinha. O que não quer dizer que você sempre vai encontrar algo que preste. Muitos lugares vendem paellas congeladas, uma coisa com gosto meio insosso e sem vida, que não vai deixar grandes lembranças.

Como a gente não saia muito tinha, que acertar de primeira. Busquei o meu oráculo e perguntei por paella. Sabe o que ela respondeu? E-N-V-A-L-I-R-A!!!

Fachada do Envalira Blog Vem Por Aqui

O restaurante de fachada simples, na Plaça del Sol, no bairro de Gràcia, virou point de brasileiros desde que a Dri Setti deu a dica e o Gastronomix e o Inquietos propagaram.

Prédio do Envalira Blog Vem Por Aqui

Não fizemos reserva, arriscamos chegando cedo (13h – quando abre) para ver se a gente conseguia uma mesa. Não conseguimos, estavam todas reservadas, mas uma das donas nos sugeriu voltar às 15h quando elas iam começar a vagar. Aceitamos a sugestão, deixamos o nome na lista e fomos passear.

No meio do caminho fizemos uma descoberta muito interessante. Encontramos o Manjares, um mercadinho na rua Torrent de L’olla que vende um pouco de tudo, de várias partes do mundo. Além de cachaça, massa de pão de queijo e guaraná, tinha biscoito Bono, Brahma, goiabada…

Fachada do supermercado Manjares Blog Vem Por Aqui

Terminado o passeio, voltamos para a Plaça del Sol e para o Envalira. Às 15h em ponto, nossa mesa estava livre. Nossa é modo de dizer, lá há um tipo de mesa coletiva que abriga, pelo menos, três casais.

Mesa do Envalira Blog Vem Por Aqui

O garçom que atendeu a gente era uma simpatia. Um senhorzinho espanhol que falava português e perguntou de cara se éramos brasileiros. Pedimos umas sardinhas fritas para esperar a paella e desfrutamos cada grão de arroz quando chegou o prato. !

Paella do Envalira Blog Vem Por Aqui

Como a Adriana já tinha adiantado, a paella do Envalira não é tão laranja quanto as outras porque não leva corantes e aquela dose gorda de açafrão. Tem uma corzinha marrom de um caldo grosso conquistado na panela e uma variedade boa de frutos do mar.

Fechamos com um sorvete com biscoito e uma torta de chocolate que também estavam uma delícia. A conta, de € 68 para nós dois, valeu cada centavo!

Minha cunhada, meu irmão, eu e Mateus aguardando, ansiosos, pela paella mais perfeita do mundo Blog Vem Por Aqui

Minha cunhada, meu irmão, eu e Mateus aguardando, ansiosos, pela paella mais perfeita do mundo

Quase todas as nossas visitas passaram por lá. Quando fui com meu irmão mais novo, também pedimos um arroz negro divino.

Arroz negro do Envalira Blog Vem Por Aqui

Além da torta e do sorvete, eles têm a tradicional crema catalana, uma espécie de crème brûlée, sempre presente nas opções de sobremesa em Barcelona.

Crema Catalana Blog Vem Por Aqui

De entrada, além das sardinhas que pedimos, encontrei essa lula fritinha no cardápio que também é tentadora.

Lula frita Blog Vem Por Aqui

Como nunca provei nada ruim por ali, recomendo arriscar.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *