Foto: Luiza Ferraz
Vida de profissional
25/05/2017 | 2 comentários

Mestre em viagens de luxo e eventos especiais

Sabe aquelas viagens de sonho, num hotel com o máximo de estrelas possíveis e seus desejos realizados antes que você tenha tempo de verbalizar? Chris Biagioni faz acontecer.

Piscina de hotel com espreguiçadeiras espalhadas e montanhas ao fundo Blog Vem Por Aqui

Encontrei com ela por acaso, visitando o Fazenda do Tanque (sobre o qual falei aqui), e aproveitei para passear por esse universo.

Praia privativa de um hotel em Dubai com espriguiçadeiras vermelhas e barracas pontudas brancas Blog Vem Por Aqui

Clientes sem limite de orçamento, com demandas tão específicas como uma fruta do conde ou construir uma ilha. E o que o cliente quer, ele consegue.

Mesa com taças e docinhos Blog Vem Por Aqui

Pelo menos na agência da Chris, que é uma das três do Brasil a fazer parte do Signature Travel Network, rede com mais de 6.000 profissionais de viagem, que (como eles mesmos dizem) tem um único objetivo: “atender às necessidades exclusivas de viajantes exigentes.”

O começo

Em 2008, quando voltou para o Brasil depois de morar em Londres por 11 anos, Chris não sabia muito bem o que fazer. Ela tinha se formado em Administração, com ênfase em Marketing, na European Business School e sempre trabalhou em departamentos de Mídia.

Os parentes e amigos começaram a pedir ajuda para montar roteiros de viagens e fazer reservas. O volume de pedidos era tão grande que Chris passou a cobrar e, em seis meses, tinha vendido tanto que resolveu abrir a agência.

Uma atividade que era superinformal foi virando o meu negócio. A gente foi montando um time e, hoje, somos cerca de 10 pessoas, além de vários parceiros.”

Sim, meus queridos, dinheiro chama dinheiro. Chris já circulava entre pessoas acostumadas a serviços exclusivos e que, quando pediam sua ajuda, queriam mais do que um simples assento num voo e um quarto qualquer.

Mesa de madeira com bandeja de trudas, taças e balde de gelo com espumante e, acima, bolas de soprar douradas Blog Vem Por Aqui

Tanto que a agência foi dividida em dois departamentos. Um para quem vai fazer apenas um passeio (o de Viagens Especiais) e outro para aqueles que, além disso, querem uma comemoração diferente (o de Projetos Especiais).

Festejando pelo mundo

Ainda que o time estivesse acostumado a providenciar mimos e programas exclusivos para os contratantes, a demanda pela organização completa de um evento surgiu há três anos.

Uma cliente pediu para comemorar o aniversário dela em Saint Barth, no Caribe, e fizemos uma festa para 50 pessoas que foi um sucesso.”

De lá pra cá, Chris levou 60 parceiros de um banco para uma viagem de 10 dias pela Tailândia; construiu a tal ilha em Dubai para outra festa; contratou a Blitz para tocar num aniversário para 70 pessoas no Fasano do Rio; está preparando uma celebração de 50 anos entre o deserto do Atacama e uma vinícola; fez outro aniversário em Saint Barth para 100 pessoas e esteve no Fazenda do Tanque pensando em transformar o hotel num acampamento para as comemorações dos 9 anos de idade de um pequeno que quer receber 28 amigos.

E esses foram só os eventos que ela lembrou assim, sem parar para respirar…

Mosaico com fotos do spa do hotel da Tailândia, do bangalô das Maldivas, de toalhas do hotel do Rio e do deck arrumado para a festa no Rio

Nada é problema para a equipe de Chris.

A gente leva um staff grande, chef de cozinha, fotógrafo, absolutamente tudo que o cliente precisar. Cuida do menu, faz a identidade visual da festa, o convite, todos os mimos para os convidados...”

Os parceiros locais também são imprescindíveis para transformarem os sonhos em realidade.

Vou muito a feiras internacionais de luxo e lá conheço esses parceiros. E nós buscamos os melhores do mundo. Temos, por exemplo, um, em Paris, que monta piqueniques incríveis em parques. Uma vez fizemos o aniversário de 50 anos de um cliente lá. Um dos eventos da comemoração foi um piquenique, já o jantar foi dentro de uma galeria de artes.”

Quando os locais não dão conta de atender os desejos do grupo, a própria Chris coloca a mão na massa. Num hotel, nas Maldivas, por exemplo, ela foi para a cozinha preparar um arroz bem brasileiro.

Pedidos inusitados

A palavra de ordem na agência é personalizar. Por isso, a equipe se virou para encontrar cereja ‘com cabinho’ para um cliente que fazia questão desse detalhe.

Outro, da fruta do conde, viaja com a Chris desde 2008 e recebeu seu mimo na África, no Caribe… em todo lugar por onde passa. Na última vez, estava até decepcionado, achando que ela tinha se esquecido da iguaria. Quando já ia embora do hotel, um funcionário veio correndo entregar a fruta.

Chris no meio de mais cinco integrantes da equipe, todas com a mesma roupa com estilo asiático Blog Vem Por Aqui

Chris e a equipe, na Tailândia

Para a festa do banco na Tailândia, um elefante passou 10 meses treinando para escrever o nome da instituição numa tela.

Fiquei bem apavorada, minha vida estava na tromba de um elefante (risos)!”

Na hora de fazer a ilha nas Maldivas, Chris teve trabalho, mas realizou um desejo antigo, colocar mesas no mar.

Ilha montada nas Maldivas para o evento de um cliente Blog Vem Por Aqui

Além das seis mesas especiais, ainda foram montados três banheiros, chuveiro e um palco.

Não deu…

Só não dá pra brincar de gênio da lâmpada se alguma autoridade estiver no meio do caminho.

Em Dubai, um cliente queria que a famosa fonte dançante tocasse uma música brasileira e que as águas fluíssem no ritmo dessa música quando ele chegasse.

Outro quis descer numa tirolesa que não era aberta ao público e também não conseguiu.

Quando tem sheik envolvido é mais difícil (risos).”

Piores imprevistos

Receber um não, não é, nem de longe, a parte mais complicada do trabalho. Lidar com imprevistos que atrapalham as viagens é sempre mais difícil.

Chris conta que já passou por tudo. Um passageiro precisou ser resgatado de helicóptero, outro enfartou e parte da família estava do outro lado mundo, um terceiro teve um acidente e ficou sem condições de falar com os parentes. Coube a ela fazer os contatos e dormir no hospital todos os dias.

Temos um telefone que é 24h e sempre está com alguém com acesso a todas as viagens. A qualquer momento que o cliente precisar, a gente está apto para atendê-lo. Eu já passei réveillon, vendo os fogos no Rio, com esse telefone na mão. Isso é nossa obrigação.”

Outra questão complicada são acordos que não podem ser cumpridos.

Faltando três meses para uma viagem, ela descobriu que a casa que o cliente tinha escolhido para alugar, e que foi selecionada com muita antecedência, não estava mais disponível.

Casa numa ilha paradisíaca Blog Vem Por Aqui

Para evitar decepções, Chris passou 15 dias tentando descobrir os gostos desse cliente e buscando um local semelhante. Quando ele se mostrou contrariado com um tapete que viu pelas fotos, ela deu um jeito, rapidinho, de fazer o objeto sumir.

Esse problema me deixou sem dormir. Só relaxei depois que eu falei com o cliente e vi que ele realmente gostou. Não significa que, porque eu gostei, ele ia gostar. A gente lida com um público, com toda razão, muito exigente, e tenta adivinhar os desejos deles, antecipar, porque queremos sempre surpreender.”

Simples? Ela também faz…

Não é só quem tem pedidos exóticos e ideias mirabolantes que procura Chris. Ela já montou viagens tão básicas quanto um fim de semana no Rio ou uma ida para um hotel no meio do mato.

Vista do hotel Reserva do Ibitipoca Blog Vem Por Aqui

A questão, como eu já disse lá em cima, é a personalização e a exclusividade.

Só trabalhamos com hotelaria de altíssima qualidade. Não temos pacotes prontos. Se você me ligar e pedir uma viagem, a gente vai começar a montar realmente do zero.”

Quando eu pergunto sobre o passeio mais caro que organizou, ela desconversa, diz que não lembra e que, nesse mercado, o céu é o limite.

O cliente busca na agência o atendimento diferenciado, a boa relação com fornecedores (que sempre permite surpresas) e os incontáveis mimos.

Sacolinha azul com a logo e o nome da agência cercada por caderno, papéis e uma necessaire com a palavra Travel Blog Vem Por Aqui

Outra questão importante, segundo Chris, é não criar falsas expectativas. Ser claro sobre o que é possível, as características do lugar para onde se vai e, até, o que pode dar errado.

Nenhum hotel é perfeito, mas ele sabendo o que esperar, tudo bem.”

Grupos especiais

Mesmo não tendo pacotes prontos, eventualmente, a agência monta uma programação específica e vende para pessoas que têm o perfil do passeio e características afins.

A última viagem nesse formato foi para Portugal e contou com a presença do chef Felipe Rameh e da fotógrafa Leca Novo. Uma viagem gastronômica, mas totalmente fora do óbvio, longe dos restaurantes estrelados.

Felipe e Leca em cima de um barco com ela segurando um pau de selfie Blog Vem Por Aqui

A ideia era conhecer o que havia de mais original e de melhor qualidade no país. Eles comeram na casa de pescadores, fizeram um piquenique no meio do Douro e até um tour de tuk-tuk descobrindo pequenas delícias.

Mosaico com fotos da viagem a Portugal, barril de vinho escrito Quinta Nova, mesa de restaurante, quarto de hotel, casa com árvores na frente e jarra despejando um caldo num prato com comida Blog Vem Por Aqui

O cuidado para escolher os participantes dessas excursões é tão grande que elas conseguem aproximar pessoas a ponto de se tornarem amigas.

Um grupo que viajou com a Chris em 2014, para a Índia, já fez outros cinco passeios em conjunto.

Nem adianta procurar pela internet porque a Chris Biagioni Viagens Especiais não tem site.  Sabe como são essas coisas exclusivas…

Para entrar nesse mundo encantado você pode acessar o Instagram da agência ou ligar para (31) 3275-2130.

A blogueira Thássia Naves sempre viaja com a Chris e já fez vários posts sobre suas voltas pelo mundo. Você confere uma mostra aqui.

No link abaixo há mais histórias inusitadas de profissionais do turismo.

Compartilhe

Comentários

  1. Virginia Gontijo Resende Guimarães disse:

    Tenho interesse em conhecer o serviço e pacotes que vcs oferecem!!! Moro em Brasília e adoro viajar !!!

    1. Érika Gimenes disse:

      OI Virgínia, não somos uma agência de viagens, só um blog com dicas, mas agradeço muito seu interesse. Para saber mais a respeito, procure a Chris Biagioni, os links estão na matéria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *