Balaio
01/01/2018 | 2 comentários

Os cinco posts mais lidos em 2017

Gratidão não é só um sentimento nobre, é uma atitude sábia. Reconhecer e agradecer os benefícios e aprendizados que vêm com tudo que passamos faz a gente se conciliar até com as experiências mais complicadas. Assim, fica fácil olhar para trás com serenidade e seguir em frente com determinação.

Por isso, nesse primeiro dia de 2018, começamos agradecendo a sua audiência e fazendo uma retrospectiva dos posts mais lidos de 2017 (clique nos títulos para ler os textos originais):

1 – Como viajar o mundo num motorhome

A história da Glória e do Renato motivou muita gente. Os autores d’A Casa Nômade foram sinceros ao contar sobre os percalços e as renúncias que fizeram para ter o privilégio de viver viajando, a bordo de um motorhome.

Glória e Renato sentados em numa mesinha em frente ao caminhão parado num parque com a porta de trás aberta, de onde é possível ver o fogão Blog Vem Por Aqui

A honestidade e a coragem do casal atraíram os leitores do VPA. O sucesso foi tanto que esse post já alcançou o quinto lugar na lista dos mais lidos desde a criação do blog (em maio de 2016), mesmo tendo sido publicado há apenas três meses, em outubro de 2017.

Confira quem são os outros campeões de audiência:

Dicas para quem quer morar em Dubai – junho/16

Eduardo Maluf e as viagens com o futebol – julho/16

Morar na Turquia é bem diferente de passear – setembro/2016

Aeromoça, não! Técnica em segurança de voo – maio/2016

2 – Coisas que ninguém te conta sobre a Toscana

Deyse Ribeiro dividiu com a gente dicas especiais sobre a região mais procurada pelos brasileiros na Itália. Depois de 10 anos morando em Pisa e trabalhando como guia turística, ela descobriu macetes para quem quer otimizar a viagem e pegadinhas que podem ser evitadas.

Deyse caminhando numa rua estreita numa cidadezinha da Toscana, de costas para a câmera, de vestido flora e chapéu Blog Vem Por Aqui

A generosidade da Deyse foi o nosso presente de Natal, em dezembro. Com as informações que ela compartilhou, muita gente aproveitou (ou vai aproveitar) melhor o passeio.

Em outro post, a guia ainda citou cidades pouco conhecidas que valem a visita.

3 –  Dicas de compras em Orlando e Miami

Aproveitei as minhas duas últimas temporadas na Flórida para fazer uma listinha de lugares com preços ou oportunidades boas para quem está buscando alguns acessórios.

Fachada da loja Marshalls na Lincoln Avenue em Miami Blog Vem Por Aqui

Em abril também falei aqui de restaurantes, bares e lanchonetes por onde passei, na última vez em que estive entre Orlando e Miami.

4 – City Tour em Brasília

Muita gente teve curiosidade de saber como é o city tour pela capital do país. Depois da publicação do relato, em junho, recebi e-mails até de turistas estrangeiros com dúvidas sobre o trajeto.

Bom sinal para o VPA, mas é prova também da carência de informações oficiais sobre um dos nossos principais pontos turísticos.

Ônibus de dois andares que faz o city tour em Brasília Blog Vem Por Aqui

Confesso que ainda fico estarrecida quando não encontro por aqui sites, como os que existem aos montes em cidades do exterior, feitos pelas entidades governamentais, com fotos e textos informativos traduzidos para vários idiomas.

5 – O que trazer da Argentina

Já recebi críticas num post por dar sugestões de compras num destino da Europa. O leitor dizia que um europeu nunca se preocuparia com isso, que só brasileiros é que ‘gastavam’ tempo em lojas.

Acho que esse é um reducionismo bobo, mas, independentemente da minha opinião, o fato é que nosso povo aproveita sim as viagens para fazer compras, até para fugir dos impostos e preços absurdos que pagamos por aqui.

Garrafa do vinho Alta Vista Premium Blog Vem Por Aqui

Por isso, outro post com dicas de compras chamou a atenção do público em agosto.

É o que sugere os melhores recuerdos gastronômicos para trazer na mala de quem vai à Argentina.

 

Este ano tem muito mais, contamos com a sua companhia!

Se quiser dar suas próprias dicas para os nossos leitores escreva para a coluna Na Sua. Ou mande sugestões nos comentários.

Compartilhe

Comentários

  1. Sergio Salomon disse:

    Prezado. Estou programando viagem a Russia no mês de junho/2018. As cidades a serem visitadas são São Petersburgo e Moscou. Os senhores teriam um roteiro para ir a estes lugares, como ex:
    -aéreo BH/Lisboa – ir de avião (voos charters até Moscou) – trem entre as cidades russas.
    -aéreo BH/Lisboa – comprar o EuroPass (sistema de trens europeus) – trem até Moscou
    -aéreo BH/Alemanha – EuroPass até Moscou.
    Se algum dos seguidores deste site tiver uma opção ou experiência nesta rota/alternativa solicito me informar porque já estou me preparando financeiramente.

    1. Érika Gimenes disse:

      Oi Sérgio,
      Obrigada por nos acompanhar. Ainda não estive na Rússia, mas pesquisei algumas coisas para você. A primeira delas é em relação ao transporte. Até dá para ir de trem de Lisboa a Moscou, como você pode ver nesse post aqui: https://rail.cc/pt/trem/lisboa-para-moscou , mas você teria que fazer duas baldeações na França. O melhor seria ir até lá de avião, ou, se as passagens estiverem muito caras, ir de avião até Paris e, de lá, pegar o trem direto para Moscou. Algumas companhias europeias low cost (como a Easy Jet e a Aigle Azur) vão para a capital russa. Já de Moscou a São Petesburgo é bem fácil, há uma página sobre os trens da Rússia (https://www.russiantrains.com/pt/train/sapsan-high-speed-train) que é confiável (tanto para consulta quanto para compra) e tem tradução para o português. O pessoal do Contando as Horas fez o trajeto e conta como foi aqui: http://contandoashoras.com/2016/11/07/viajando-de-moscou-a-st-petersburgo-no-trem-de-alta-velocidade-russo-sapsan/. O Vontade de Viajar também tem ótimas dicas: https://vontadedeviajar.com/dicas-para-viajar-pela-russia/ e o Viaje na Viagem tem um superdossiê com vários blogs que estiverem no país: https://www.viajenaviagem.com/2012/01/russia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *