Foto: Keukenhof
Na melhor X Na piorBrasilEuropa
17/08/2016 | 2 comentários

Tulipas na Holanda e medo em Guarulhos

Ela já morou no Chile, teve uma lua de mel excitante na Austrália e na Nova Zelândia, saiu do país pelo menos 25 vezes, mas está aqui pra mostrar que a vida pode ser prosaica e que o verdadeiro tesouro das viagens são as experiências. A engenheira Érika Schunk é quem conta hoje o que já viu de mais incrível  e o que já viveu de mais complicado passeando pelo mundo.

Na Melhor

Os mergulhos, as praias, a neve, as luzes de cidades como Paris e Nova Iorque… nada ficou tão gravado na memória de Érika quanto a experiência de ver os campos de tulipas no interior da Holanda.

Érika Schunk diante de um campo de tulipas na Holanda Blog Vem Por Aqui

É durante a primavera europeia, entre o final de março e o meio de maio, que a magia acontece. Em cidades a apenas 30 minutos de Amsterdã estão os maiores campos de tulipas. Saindo de trem ou de bicicleta da capital holandesa já é possível vê-las por toda a parte.

Tulipas brancas, roxas, vermelhas e amarelas no parque Keukenhof Blog Vem Por Aqui

A beleza das flores que movimentam a economia dos Países Baixos deixou Érika impressionada.

A época em que estão para serem colhidas é um espetáculo emocionante. É um tapete gigantesco, multicolorido, infinito... Foi um momento sensacional e que não custou nem um centavo.”

A cooperativa que promove os maiores leilões de flores no mundo, FloraHolland, comercializa 90% do que é produzido por lá e vende até 12,5 bilhões de plantas por ano.
Tulipas na beira do lago e diante de uma escultura no parque Keukenhof Blog Vem Por Aqui

Os jardins do parque Keukenhof são o ponto mais famoso para visitação e só abrem durante o período de florada.

Trabalhadores cuidando das flores no parque Keukenhof Blog Vem Por Aqui

Os 32 hectares de terra têm mais de oitocentas variedades de tulipas. Adultos pagam € 16 para entrar, crianças acima de quatro anos pagam € 8.

Tulipas laranjas e outras flores azuis do parque Keunkenhof Blog Vem Por Aqui

Esse vídeo metido a engraçadinho mostra um pouco do que é o parque:

Quem já foi diz que melhor do que ficar preso ao jardim é alugar uma bicicleta e andar pela ciclovia que está no entorno, passeando em meio a moinhos e flores ao longo da estrada.

Moinho ao fundo com jardim de tulipas na frente Blog Vem Por Aqui

A jornalista Adriana Setti falou sobre as duas experiências (no parque e no entorno) no blog dela, o Achados. Outro blog que tem dicas ótimas sobre a Holanda e também já fez post sobre o Keukenhof é o Ducs Amsterdam.

Na Pior

A gente vê tantos casos de violência gratuita e cotidiana no Brasil que começa a ficar paranoico e imaginar viagens assustadoras por aqui. A da Érika aconteceu em Guarulhos.

Vista da cidade de Guarulhos Blog Vem Por Aqui

A cidade, que é mais conhecida por ser sede do maior aeroporto internacional do país, também é a segunda mais populosa do estado de São Paulo, com quase um milhão e 300 mil habitantes, segundo o IBGE.

Terminal 3 de Guarulhos Blog Vem Por Aqui

Para quem vive viajando a trabalho, como Érika, é comum ter que fazer conexões estranhas, ficar em hotéis que não são muito recomendáveis e passar uns sustos quando a pessoa que faz as marcações não leva em conta pesquisas detalhadas.

Pois dessa vez, ela precisaria passar a noite na cidade esperando uma conexão, mas quem reservou o hotel achou que Guarulhos era do tamanho de Pindamonhangaba.

O lugar escolhido ficava no centro, a mais de 30 minutos do aeroporto, e o trajeto não foi nada agradável.

Érika deu o azar de pegar um taxista enrolador. Ele foi passando por becos e vielas sem luz e ela já foi dando adeus a esse mundo cruel. No fim das contas não aconteceu nada grave, mas a combinação: conexão longa + caminho sombrio + quartinho meia-boca fez a viagem ser insuportável.

Veja outras aventuras e dicas de Érika nos links abaixo.

Compartilhe

Comentários

  1. Erika Silva disse:

    Que imagens lindas da Holanda! Quero tentar ir ano que vem conhecer!
    Caramba, com tanto hotel em Guarulhos foram te colocar nos confins da cidade só pode? Moro em Guarulhos e posso dizer que a cidade não é tão ruim quanto pareceu, (pelo menos a região do centro hehe) o taxista deve ter feito um péssimo caminho mesmo, pois do aeroporto ao centro é só pegar dutra e avenida larga.

    1. Érika Gimenes disse:

      O cansaço e a frustração com a falta de cuidado na escolha das escalas e das acomodações provavelmente influenciaram no julgamento da nossa xará. Quando eu tiver oportunidade, quero conhecer as belezas de Guarulhos. Obrigada por participar, abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *