Foto: Hotel Cervantes
Na melhor X Na piorEuropa
13/02/2017 | Nenhum comentário

Um hotel em Sevilha e uma quase furada em Istambul

Como bailaora de flamenco Paula Andrade aprendeu cedo que há beleza nas situações mais sofridas. E é com esse olhar poético que a jornalista e professora de inglês conta pra gente quais foram os momentos de luxo ou de arraso em suas andanças por aí.

Na Melhor

Não é à toa que Paula encontrou seu hotel preferido na capital do flamenco. Do Cervantes, em Sevilha, ela só diz que é m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-o.

Quarto do hotel com cama coberta com lençol branco e dois quadros acima, ao fundo, arco que dá para a porta e outras dependências

O quarto é gigante, maior que muito apartamento, inclusive um que eu morei em Madri (risos)!”

A impressão de que o ambiente era espaçoso pode ter aumentado porque Paula ficou num quarto que se abria para o pátio andaluz.

Vista de cima do pátio com mesinhas e plantas em cima do piso de azulejo Blog Vem Por Aqui

Esse pátio sempre ganha elogios dos hóspedes nos sites agregadores de hotéis e há, inclusive, recomendações de que o espaço é excelente para quem quer tomar um vinho e aproveitar a noite vendo as estrelas.

Plantas espalhadas pelo pátio e porta de um dos quartos ao fundo. Luz acesa no topo de uma parede Blog Vem Por Aqui

A boa vontade da nossa bailaora com o integrante sevilhano da rede Best Western foi ainda maior porque ela conseguiu uma promoção daquelas para se hospedar por lá. Paula pagou € 50 na diária para duas pessoas ao encontrar uma pechincha no Booking.

Área de circulação de hospedes com mesas de madeiras e poltronas em tecido estampado Blog Vem Por Aqui

Entre as principais reclamações dos hóspedes nas avaliações estão o estacionamento (pequeno e pago) e o café da manhã (que, para alguns, poderia ser mais variado e farto).

Mosaico com duas fotos, uma do café da manhã e outra da porte do estacionamento Blog Vem Por Aqui

Já a localização (no meio do centro histórico), a arquitetura típica e o atendimento atencioso sempre somam pontos com os viajantes.

Corredor com pilastras com azulejo colorido patio ao fundo Blog Vem Por Aqui

Adriana Setti tem um post de 2010 sobre outros hotéis que custam menos de € 100 na cidade. Aproveite as indicações e veja se os preços (e a qualidade) se mantém acessando o próprio Booking.

Na Pior

Paula teve que pensar bastante para tentar lembrar de alguma situação difícil que tenha vivido em viagem.

Eu acho que até furada faz parte das experiências. ”

Ela diz que já provou muita coisa nojenta por aí, mas acha imprescindível conhecer a culinária local, por isso não ficou com nenhuma lembrança negativa.

A jornalista diz que, mesmo quando tenta se recordar do que foi complicado, acaba se prendendo a uma reviravolta boa.

Como na vez em que estava com uma uma amiga em Istambul, na Turquia.

Paula e a amiga em frente a um monumento em Istambul Blog Vem Por Aqui

As duas caminhavam aleatoriamente quando se perderam e começaram a ficar com medo do lugar em que estavam. A viela deserta, numa região meio abandonada, levantou todos os alertas de preocupação nas duas turistas.

Paula de capa de chuva no meio do pátio da mesquita Blog Vem Por Aqui

Elas viajaram em pleno inverno europeu, no mês de janeiro. No momento em que estavam perdidas, começou a chover forte e o frio aumentou, mas foi no meio da enxurrada que encontraram o caminho para uma das mesquitas mais importantes da cidade, a Suleymaniye.

Imagina você estar andando molhado, no meio da chuva, subindo um morro, naquela droga de vida, quando a chuva vai parando, você chega no topo e vê uma coisa linda!”

O frio e o medo foram esquecidos num instante. Na memória e na foto, só uma bela imagem.

Lateral da mesquita com torre alta Blog Vem Por Aqui

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *