Foto: Blazej Mrozinski / Flickr
Pra lá, por quê?Ásia
01/06/2017 | 6 comentários

Yangshuo e a beleza natural da China

Uma das vantagens de se morar fora do Brasil é fazer amigos de todas as partes do mundo. Cláudia Schunk viveu cinco anos na França e seis meses no Japão colecionando afetos multiculturais. Tenho a sorte de estar nessa tribo e poder ouvir as histórias dessa viajante experiente que conhece 46 países. Num dos mais exóticos, a China, ela esteve duas vezes com uma amiga do mestrado que morava em Hong Kong.

Pequim não deixou grandes recordações para Cláudia. A capital chinesa pareceu apenas mais uma das tantas cidades grandes pelo mundo, cheia de caos e gente pronta para aplicar golpes em turistas.

Vista aérea de Yangshuo Blog Vem Por Aqui

Yangshuo foi o oposto. Pequena para padrões chineses (são 300 mil habitantes, contra os mais de 20 milhões de Pequim), muitas belezas naturais e uma população quase tímida.

É no meio do nada. Eu super-recomendo para quem quer conhecer o interior da China.”

Em 2009, quando ela visitou a cidadezinha, os ecos do ocidente ainda estavam tão distantes que as adolescentes paravam para admirar o cabelo vermelho de Luce, a amiga do mestrado, e poucas pessoas falavam inglês.

Cláudia e Luce sorrindo, cada uma com uma colher na mão acima de um bowl de sopa, sentadas na mesa de um restaurante Blog Vem Por Aqui

A dupla pegou um voo de Hong Kong para o aeroporto de Guilin, maior cidade vizinha, e, de lá, seguiu no transfer do próprio hotel por cerca de 1h30.

Ponte pequena de madeira sobre rio com montanhas ao fundo e céu nublado Blog Vem Por Aqui

A bicicleta foi o principal transporte durante o passeio. Num dos restaurantes em que comeram, a simplicidade era tanta que o cardápio foi dispensado porque havia apenas um prato.

Muita coisa mudou de lá pra cá, até o Mc Donald’s chegou em Yangshuo, mas a região continua oferecendo um belo contraste para as metrópoles.

O conjunto de montanhas, ideais para escalada, atrai tantos visitantes que já são 421 opções de hospedagem no Booking.

A rua principal, conhecida como West Street, surgiu há 1.400 anos, tem bares e restaurantes variados, além de placas em chinês e inglês.

Centro da cidade com construções amontoadas dos dois lados de uma rua estreia, placas de madeira no alto e montanhas ao fundo Blog Vem Por Aqui

O mercado municipal é outro ponto de atração de turistas, mas, enquanto os legumes e verduras colorem o ambiente e agradam aos olhos, as carcaças de cachorro (carne comum nas refeições chinesas) enojam muita gente.

Mercado com várias barracas de frutas e legumes e mulher de cabeça baixa, fazendo anotações em uma delas Blog Vem Por Aqui

A montanha mais famosa, Moon Hill, chama atenção pelo formato incomum.

Montanha com formato triangular e buraco redondo no meio com árvores em volta e a frente e céu azul Blog Vem Por Aqui

E os passeios pelos rios Li e Yulong em pequenas embarcações de bambu divertem quem não tem o espírito tão aventureiro para as escaladas.

Rio Yulong com embarcações de bambú, tipo pranchas, lado a lado na margem e uma navegando pelo rio, com as montanhas ao fundo Blog Vem Por Aqui

O Viajar e Pensar esteve em Yangshuo em 2015 e contou em detalhes como foi a visita.

Esse site, criado por duas guias locais, também tem várias informações sobre a cidade.

Nos links abaixo você vê mais uma história da Cláudia e as experiências de outros viajantes pela Ásia.

Compartilhe

Comentários

  1. Adelson disse:

    Mas é possível encontrar opção de refeição com carnes que temos tradição por aqui, ex: Bovina, Suina, Aves (galinha/frango)?

    1. Érika Gimenes disse:

      Oi Adelson, é sim. Hoje em dia já tem até restaurante italiano por lá. E a carne de porco e as aves são bem comuns na culinária oriental.

  2. Veronica Viana Lopes disse:

    Que reportagem bacana. Parabéns!!!! Deu vontade de pegar um avião agora.

    1. Érika Gimenes disse:

      Que bom que gostou, Verônica! Um elogio de alguém que já tem tanta bagagem é ótimo

  3. luiza disse:

    Amei seu site. Como é bom entrar em um site assim e encontrar a informação que a gente tá procurando. Obrigado.

    1. Érika Gimenes disse:

      Obrigada! Muito bom quando nosso trabalho é útil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *